Desempenho dos Leitos de Secagem na Desidratação de Lamas Fecais no municipio de Chimoio, Moçambique

Jenita Benicio Cangola, Júlia Gaspar Silota, Roberto Justino Chuquela, Luís Cristóvão

Resumo


A aplicação de Leitos de Secagem (LS) para a desidratação de lamas fecais é uma das soluções tecnológicas simples e acessível em termos de custos, operação e manutenção. Nos paises em  franco desenvolvimento, como Moçambique, esta tecnologia representa uma das principais alternativas para o tratamento de águas residuais domésticas, sobretudo em áreas que dependem exclusivamente de sistemas de sanemanto local e utilizam infraestruturas como fossas sépticas e latrinas isoladas. Dada a importância desta tecnologia, neste estudo são apresentados os principais apectos do seu desempenho na secagem de lamas, e o seu propósito incide na análise dos efeitos proporcionados pelos principais factores que condicionam as taxas de drenagem e evaporação da água existente nas lamas (nomeadamente a variedade de lamas aplicadas, concentração inicial de sólidos totais, condições climáticas e a profundidade/espessura de lamas aplicadas nos leitos). Para tal, as experiências foram realizadas à escala piloto, numa instalação totalmente exposta as adversidades climáticas da região. Os resultados indicam que valores altos de precipitação, humidade relativa, assim como aplicação de lamas fecais não estabilizadas afectam a drenagem da massa liquida e negativamente na secagem das lamas fecais nos LS

Palavras-chave


Leitos de Secagem; Desempenho operacional; Lamas fecais

Texto completo:

PDF (Português)

Referências


Cofie. O, Awuahb, E. Agbottaha, S. Strauss, M.. Essekub, H. Montangero and Kone, D. (2006) Solid-liquid separation of faecal sludge using drying beds in Ghana: Implications for nutrient recycling in urban agriculture [Eletronic version], Water Research Journal, Vol 40, No 1

Dingamnayel, L., (2014) Analyse des paramètres sanitaires dans le traitement des boues de vidange sur lits de séchage à Ouagadougou. Memoire Pour L’obtention du Master en Eau et Assainissement. Institut International d’Ingénierie. Ouagadougou - Burkina Faso

INE (2019), Censo 2017- IV Recenseamento Geral da Populacao e Habitação. Disponível em: www.ine.gov.mz

Koné, D., Cofie, O., Zurbrugg, C., Gallizzi, K., Moser, D., Drescher, S., Strauss, M. (2007). Helminth eggs inactivation efficiency by faecal sludge dewatering and co-composting in tropical climates. [Eletronic version], Water Research Journal, Vol 41(19), pp. 4397-4402

Koné, D., e Strauss, M., (2004). Low-cost Options for Treating Faecal Sludges (FS) in Developing Countries – Challenges and performance. 9th International IWA Specialist Group Conference on Wetlands Systems for Water Pollution Control and to the 6th International IWA Specialist Group Conference on Waste Stabilisation Ponds, (p. 7). Avignon, France

MEDEIROS, A. R. M. de (2002) Figueira (Ficus carica l.) do plantio ao processamento caseiro. Pelotas: Embrapa Clima Temperado,. 16 p.

Metcalf & Eddy, Inc., Tchobanoglous, G., Burton, F., Stensel H.D.( 2003), Wastewater Engineering: Treatment and Reuse, 4th edition, McGraw-Hill Education, International Edition, , ISBN 0-07112250-8

Moiambo O.J, Ferreira F.M.S., Matos J.S (2019). Modelação da drenagem em leitos de secagem de lamas. [Eletronic version] Revista aguas e residuos. IV.5

Moiambo O.J, Mutevuie R., Ferreira F.M.S., Matos J.S (2020). Desempenho hidráulico e evolução do teor em E. Coli em leitos de secagem de lamas fecais em Moçambique. [Eletronic version] Revista Aguas e Residuos, APSB IV.6

MONTILHA, F. (2005). Biogás – Energia renovável. 73 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Engenharia Civil com ênfase Ambiental) – Universidade Anhembi Morumbi, São Paulo, 2005.

Pescod, M. B., (1971) “Sludge handling and disposal in tropical developing countries”. [Eletronic version] Journal of Water Pollution and Control Federation 43(4), p. 555-570

Pinto M. M., Matos J. S., Ferreira, F.,( 2014) Sistemas locais de saneamento de baixo custo, Contribuição técnica para a análise de soluções Instituto Superior Técnico, Universidade Técnica de Lisboa.

Seck, A. et al., (2014) Faecal sludge drying beds: increasing drying rates for fuel resource recovery in Sub Saharan Africa. [Eletronic version] Journal of Water, Sanitation and Hygiene for Development, pp. 72-80

Strande, L., Ronteltap, M. e Brdjanovic, D., (2014). Faecal Sludge Management - Systems Approach for Implementation and Operation. London: The International Water Association Publishing, ISBN13: 9781780404721

UNDP (2010) Climate Change Country Profiles. Mozambique. https://www.undp.org/publications/undp-climate-change-country-profiles?


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2022 Jenita Benicio Cangola

Revista Brasileira de Meio Ambiente | ISSN: 2595-4431

CC-BY 4.0 Revista sob Licença Creative Commons
Language/Idioma
02bandeira-eua01bandeira-ingla
03bandeira-spn