Entomofauna da Área de Proteção Ambiental Morros Garapenses: Conhecimento e Educação Ambiental

Raiana Cristina Simião Araújo, Gerciane Santos Lima, Paula Oliveira de Sousa, José Augusto Rodrigues de Carvalho, Thiara Lopes Rocha

Resumo


A classe Insecta possui milhões de espécies descritas sendo constituída por um grupo bem diversificado, e são classificados em 30 ordens sendo destas 27 com ocorrência no Brasil. Toda essa diversidade é pouco conhecido e nas escolas os conhecimentos teóricos em torno desses animais as vezes se tornam assuntos complexos de difícil assimilação com a realidade do aluno. Sendo assim, o presente trabalho objetivou realizar o levantamento de dados das ordens megadiversas de insetos presente na Área de Proteção Ambiental Morros Garapenses no município de Coelho Neto - MA, e transmitir a importância da fauna de insetos no ecossistema proporcionando uma aproximação com a comunidade na tentativa de romper com preconceitos e desmistificar informações equivocadas a respeito dos insetos. Foram realizadas coletas mensais durante 12 meses. Para a captura dos insetos foram instaladas em uma mesma área, 10 armadilhas do tipo pitfall e 10 armadilhas pet suspensa, ambas confeccionadas de garrafa PET e 3 armadilhas modelo Van Someren. Os insetos foram identificados em nível de ordem e família, totalizando 1.121 insetos coletados distribuídos em quatro ordens consideradas Megadiversas, com destaque para a Ordem Coleóptera, pois apresentou-se em maior número, tanto em quantidade de espécimes como em número de família, dando destaque para a família Scarabaeidae com 636 espécimes capturados. Ao concluir todo o processo de coleta e triagem dos espécimes, foram realizadas exposições do material coletado na escola municipal José Barreto no município de Coelho Neto –MA em turmas de 6º ano.

 

DOI: https://doi.org/10.5281/zenodo.3524765


Palavras-chave


Biologia, Unidade de conservação, Licenciatura

Texto completo:

PDF (Português)

Referências


Aguiar, A., P.; Melo, G. A.; Grazia, J.; Rafael, J. A.; Ide, S. (2012). Insetos do Brasil: Diversidade e Taxonomia. Ribeirão Preto: Hollos editora,720p.

Audino, L. D,.Nogueira, J.,M.,Silva, P.,G.,Neske, M.,Z. (2007) Identificação dos coleópteros (Insecta: Coleoptera) das regiões de Palmas (município de Bagé) e Santa Barbinha (município de Caçapava do Sul, RS). Embrapa Pecuária Sul-Documentos (INFOTECA-E).

Borror, D.J., & Delong, D.,M. (2011). Introdução ao Estudo dos Insetos. Ed. Cengage Learning, 270p.

Brown, K.,S.,Jr. & Freitas, A.,V., L. (1999). Lepidoptera. In Joly, C. A. e C.E.M. Bicudo (orgs). Biodiversidade do estado de São Paulo, Brasil: Síntese do conhecimento ao final do século XX, Volume 5 (C.R.F. Brandão & E. M. Cancello, eds.), Invertebrados terrestres. Fapesp, São Paulo, p. 225-243.

Câmara, J., T. et al. (2013) Difusão do Conhecimento e Popularização da Coleção Zoológica do Maranhão –CZMA Mediante o Uso de Acervo Didático. REBEI UEG- A produção Extensionista na Universidade Estadual de Goiás.

Câmara, J. T.; Pereira, S.; Silva, K., M., O.; Sousa, A., A., T.; Limeira-de-Oliveira, F.(2017) Exposição Entomológica Itinerante: Estratégia De Divulgação Científica Emotivação Para Estudantes Da Educação Básica. Vivências: Revista Eletrônica de Extensão da URI. 13 (24):196-204.

Carvalho, C., J., B. de; Casari, S., A.; Constantino, R. (2012). Insetos do Brasil: diversidade e taxonomia. Ribeirão Preto: Holos Editora, 2012. p. 453-536.

Carvalho, C.,J.,B. & Couri, M.,S.(2002). Part I. Basal groups. In Carvalho, C.J.B. de (Ed) Muscidae (Diptera) of the Neotropical Region: taxonomy. Editora Universidade Federal do Paraná, Curitiba, p.17-132

Carvalho, C.,J.,B., Couri, M., S.; Pont A., C.; Pamplona D. & Lopes S., M. (2005). A Catalogue of the Muscidae (Diptera) of the Neotropical Region. Zootaxa 860:1-282.

Corseuil, E., (2001). Apostila de Entomologia. 1ª/2ª edição. Porto Alegre. 120/122 p.

Costa, C.; Ide, S. Coleoptera. In: Costa, C.; Ide, S.; Simonka, C. E. (2006). Insetos imaturos: metamorfose e identificação. Ribeirão Preto; Holos, p. 107-146.

Costa-Lima. (1953) Família Tritomidae. In: Costa Lima. Insetos do Brasil.: Coleópteros. A. Escola Nacional de Agronomia, Rio de Janeiro, cap.29. p.266-268.

Decreto Estadual nº 25.087 de 31.12.2008. Cria a Área de Proteção Ambiental dos Morros Garapenses, com limites que especifica, e dá outras providências. São Luís: Diário Oficial do Estado, 31.dez., Disponível em: Acessado em: março/2018.2008.

Duarte, M.; Marconato, G.; Specht, A.; Casagrande, M. M. (2012). Lepidoptera Linnaeus, 1758. In: Rafael, J. A.; Melo, G. A. R.; Carvalho, C. J. B. de; Casari, S. A.; Constantino, R. (Ed.).Insetos do Brasil: diversidade e taxonomia. Ribeirão Preto: Holos. p. 625-682.

Fernandes, V. (1981). Zoologia. São Paulo-SP: Ed.EPU. p.371.

Ferreira, C., E., A. (2013). O meio ambiente na prática de escolas públicas da rede estadual de São Paulo: intenções e possibilidades. Ambiente & Educação, São Paulo 18 (1): 185-209.

Garlet, J. (2010). Levantamento populacional da entomofauna no plantio de Eucalyptus ssp Dissertação de Mestrado.Universidade de Santa Maria, Santa Mara- RS.p..86. Brasil.

Gallo, D. et al. (2002). Entomologia Agrícola. Piracicaba, Fundação de Estudos Agrários Luiz de Queiroz, Biblioteca de Ciências Agrárias Luiz de Queiroz, v.10, 920p.

Grimaldi, D. & Engel M. S. (2005). Evolution of the Insect. New York: Cambridge University Press, 2005. p. 770.

Guimarães, J.,H.; Papavero, N.; Prado, A.,P. (1983). The myiases of Neotropical region (Identification, Biology and Bibliograph). Revista Brasileira de Entomologia, 1(4): 239-416.

Gullan, P.,J. & Cranston, P.,S. (2007). Os insetos: um resumo de entomologia. São Paulo: Roca, 440 p.

Hölldobler, B. & Wilson, E. O. (1990).The ants. Cambridge, Belknap/Harvard University. 732p.

Hernández, M.,I.,M. & Endres, A., A.(2011). Besouros Escarabeídeos em Remanescentes de Mata Atlântica no Estado da Paraíba: As Espécies da Mata do Buraquinho. Monografia de graduação.Curso de Ciências Biológicas. Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis-SC.p.60, Brasil.

Lamas, G. (2008, setembro). Sistemática sobre borboletas (Lepidoptera: Hesperioidea e Papilionoidea) no mundo: estado atual e perspectivas futuras. III Encontro Anual da Rede Ibero-americana de Biogeografia e Entomologia Sistemática. La Plata, Argentina,13.

Marcatto, C.(2000) Educação ambiental: conceitos e princípios. Belo Horizonte. Ed. FEAM - Fundação Estadual do Meio Ambiente de Minas Gerais.p.64.

Melo, G., A., R., Aguiar, A., P., Garcete-Barrett, B. Hymenoptera Linnaeus, 1758.(2012). In: Rafael, J., A.; Melo, G. A. R.; Carvalho, C., J., B. de; Casari, S., A.; Constantino, R. (Ed.). Insetos do Brasil: diversidade e taxonomia. Ribeirão Preto: Holos Editora, p. 553-612.

Melo, L., A., S.; Moreira, A., N.; Silva, F. (2001). Armadilha para monitoramento de insetos. Embrapa Meio Ambiente-Comunicado Técnico. 7: 1-4.

Rafael, J., A., Melo, G., A., R., Carvalho, C.,J.,B. (2012). Insetos do Brasil: diversidade e taxonomia. Ribeirão Preto Holos,p.720

Santos, I., S. & Araújo, M.,I,.O.(2014) Educação ambiental na Escola Municipal Professora Neilde Pimentel Santos-Itabaiana/SE. AmbientalMente Sustentable. 2(20): 20-32.

Silva, G.,C., D. (2008). Diversidade de Borboletas Nymphalidae na Mata Atlântica do Parque Municipal da Lagoa do Peri, Florianópolis, SC. Monografia de Graduação, Ciências Biológicas, Universidade de Santa Catarina, Florianópolis- SC.p. 41.

Silva, P.,G., Garcia, M.,A., R., Audino, L.,D., Nogueira, J.,M., Moraes, L.,P., Ramos, A.,H.,B., Vidal, M.,B., Borba, M.,F.,S. (2008). Besouros rola-bosta: insetos benéficos das pastagens. Rev. Bras. Agroecol. 4(2):1428-1432.

Thompson, F.C. Biosystematic Database of World Díptera. Version 7.5. Disponível em: http://www.sel.barc.usda.gov/ Diptera//biosys.htm. 2006. Acesso em: 20 jun. 2019.

Thomanzini, M., J.; ThomanzinI, A., P., B., W. (2002). Levantamento de insetos e análise entomofauna em florestas, capoeira e pastagem no Sudeste Acreano. Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento. 1:44.

Triplehorn, C., A.; Johnson, N., F.(2005). Borror and DeLong’s.Introduction to the Study of Insects, v. 7,p.600.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Gerciane Santos Lima

Revista Brasileira de Meio Ambiente | ISSN: 2595-4431

CC-BY 4.0 Revista sob Licença Creative Commons
Language/Idioma
02bandeira-eua01bandeira-ingla
03bandeira-spn